segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Imagens fornecidas pelo analista, Antonino Ferro


Segundo alguns modelos (os pré-campo), a introdução de imagens por parte do analista na tecedura da sessão constituiria uma infração de setting por parte do mesmo e uma falta de neutalidade. Com Bion, este ponto de vista cai pelo menos por duas razões: a primeira é que, não importa como o analista se coloque (Alvarez, 1985; Saraval, 1985; Renik, 1993; Berti, Ceroni, 1993) - mesmo do modo mais neutro - ele entrará de qualquer maneira no campo, e a sua entrada "em cinza" não é menos significativa do que uma entrada sua em outras cores. Em segundo lugar, porque a imagem visual que o analista usa - sempre naturalmente que seja fruto de rêverie em que possa dar à construção da sessão, operando na fileira "C" da grade, realizando plenamente, junto com a extensão no terreno do sentido e da paixão, aquela extensão no terreno do mito de que nos fala Bion em Os Elementos da Psicanálise (1963).*
Haveria também um terceiro motivo: já não é possível pensar o analista como alguém que decodifica o texto do paciente, fornecendo às escondidas uma conta paralela sobre os significados, mas como um co-autor do tecido narrativo que é construído em sessão com a contribuição criativa de ambos.
A imagem - falo somente e sempre de imagem fruto de rêverie em sessão - torna-se o fato por excelência, o organizador que permite definir uma nova gestalt, delinear uma nova configuração do campo rumo a uma "extensão" do mesmo, com uma contínua possibilidade de re-significação (p. 207).

*Bion diz literalmente: "Quando o analista interpreta, é possível, para o analista e para o analisando, perceberem que ele fala de algo audível, visível, palpável ou olente no momento [...] Suponhamos que o paciente esteja irritado. Mais sentido se empresta a uma formulação com este fim acrescentando-se que a sua irritação se assemelha à do "menino que quer bater na babá porque o chamaram de desobediente" [...] [isto e] asseveração do mito pessoal [...] a paixão evidencia que suas mentes se ligaram e que, para haver paixão, não se poderá talvez contar com menos que duas mentes".

FERRO, Antonino. Na Sala de análise: emoções, relatos, transformações. Trad. Mércia Justum. Rio de Janeiro: Imago Editora, 1998. 252p.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Literatura africana, Entrelinhas



O programa entrevista Abdourahman Waberi, saudado pelo francês Le Clézio (no discurso de recepção do prêmio Nobel de Literatura, em 2008) como um dos grandes escritores contemporâneos da África. Nascido no Djibuti em 1965, Waberi ainda é pouco conhecido no Brasil, mas esteve este ano em São Paulo para participar de um encontro na Casa das Áfricas, onde conversou com o poeta e arte-educador Allan da Rosa, colaborador do Entrelinhas.

O Entrelinhas é um programa da Tv Cultura. Mais informações em: http://www.tvcultura.com.br/entrelinhas

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Entrevista com Eduardo Galeano, Programa "Singulars"



23/05/2011 - Canal 3 - Televisión de Cataluña S.A.
Jaume Barberà, director y presentador del programa "Singulars", entrevista a Eduardo Galeano. En su extensa obra, el escritor uruguayo ha mezclado todos los géneros con un objetivo claro e inamovible: denunciar los abusos del poder y reclamar la dignidad de los ciudadanos anónimos. Galeano recibirá en Barcelona el Premio Vázquez Montalbán de periodismo deportivo.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

The writing spirit



Inspirational writing advice from Gary Zukav, Richard Bach, Ken Robinson, Yann Martel, and more.

Bring on the learning revolution!, Sir Ken Robinson



In this poignant, funny follow-up to his fabled 2006 talk, Sir Ken Robinson makes the case for a radical shift from standardized schools to personalized learning - creating conditions where kids' natural talents can flourish.TEDTalks is a daily video podcast of the best talks and performances from the TED Conference, where the world's leading thinkers and doers give the talk of their lives in 18 minutes. TED stands for Technology, Entertainment, Design, and TEDTalks cover these topics as well as science, business, development and the arts. Closed captions and translated subtitles in a variety of languages are now available on TED.com.