quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Um tipo de transformação: o trabalho onírico, Antonino Ferro

Stefano tem um sonho em que está em um museu e vê, de cima de uma sacada, algumas múmias egípcias se levantarem e caminhar. Pensa que precisa encontrar uma forma de “fazê-las sair”. Na mesma sessão, tinha visto coisas que pensava que nunca haviam estado em meu consultório (e que, ao contrário, sempre estiveram), e, ao mesmo tempo, diz que não sabe se prefere uma vida tipo Dipardieu ou uma vida “com o mínimo de turbulências possíveis”. É claro que o sonho coloca em imagens a desmumificação, o despertar de novos sentimentos e emoções dentro dele, e que coloca a questão de fazer sair, de manifestar estas emoções que antes estavam segregadas no sarcófago do museu egípcio (p. 33). FERRO, Antonino. Evitar as emoções, viver as emoções. Tradução Marta Petricciani. Porto Alegre: Artmed, 2011.

Nenhum comentário:

Postar um comentário